ARLA/CLUSTER: Depois da Voyager 1 a Voyager 2 está próxima do espaço interestelar

João Costa > CT1FBF ct1fbf gmail.com
Segunda-Feira, 26 de Novembro de 2018 - 17:50:03 WET


Voyager 2 está próxima do espaço interestelar

   - By Carlos Oliveira <http://www.astropt.org/author/carlosoliveira/> in
   Heliopausa <http://www.astropt.org/category/voyager/heliopausa/>, Voyager
   <http://www.astropt.org/category/voyager/>

Em 2013, a sonda Voyager 1 saiu do meio interplanetário (entre planetas)
para entrar no meio interestelar (entre estrelas) – sempre dentro do
sistema solar. Podem ler tudo sobre esse marco importante, neste artigo
<http://www.astropt.org/2013/12/03/a-sonda-voyager-1-saiu-do-sistema-solar-nao/>
.

A Voyager 1 estava a entrar num local onde o plasma (gás ionizado) tem uma
certa densidade que nos permite dizer que é o meio interestelar (entre
estrelas).
Existe um enfraquecimento gradual do campo magnético do Sol, uma diminuição
gradual do vento solar e um aumento gradual das partículas energéticas
vindas do exterior. Apesar de não existir um ponto ou uma barreira onde se
possa dizer: aqui é o fim. As mudanças são graduais.

A sonda Voyager 1 ultrapassou as fronteiras da heliosfera, deixou de sentir
as partículas energéticas vindas do vento solar e passou a sentir um número
maior de raios cósmicos provenientes do espaço interestelar. Além disso, a
sonda detectou uma mudança na direção do campo magnético (próprio da
entrada no meio interestelar).

Sugiro novamente que leiam todo o artigo, aqui
<http://www.astropt.org/2013/12/03/a-sonda-voyager-1-saiu-do-sistema-solar-nao/>
.
<https://i2.wp.com/www.astropt.org/blog/wp-content/uploads/2018/11/PIA22566-16.jpg>

Crédito: NASA / JPL-Caltech

No mês passado, a sonda Voyager 2 começou a notar um aumento gradual e
substancial dos raios cósmicos vindos do exterior do sistema solar. Isso
denota a entrada numa nova zona.

Se tudo se passar como se passou na Voyager 1, então quer dizer que a
Voyager 2 irá cruzar a Heliopausa em Janeiro, significando isso que nessa
altura irá entrar no espaço interestelar.

Para já, a Voyager 2 registou um aumento na taxa de raios cósmicos
semelhante ao que aconteceu na Voyager 1 “naquela zona”.
Mas tendo em conta que a Voyager 2 está num local diferente da Heliosfera,
então a entrada no meio interestelar pode se dar num diferente espaço de
tempo.

Fonte: NASA <https://www.jpl.nasa.gov/news/news.php?feature=7252>
-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: http://radio-amador.net/pipermail/cluster/attachments/20181126/490ab250/attachment.html


Mais informações acerca da lista CLUSTER