ARLA/CLUSTER: Re: O Fraunhofer Institute que criou o MP3 decidiu terminar com o seu licenciamento.

João Costa > CT1FBF ct1fbf gmail.com
Segunda-Feira, 15 de Maio de 2017 - 20:38:54 WEST


É tecnicamente um bom formato de áudio, pois permite baixar dois níveis ao
bit rate em relação ao MP3 mantendo a qualidade, quer isto dizer que para o
mesmo tamanho do ficheiro o AAC é muito melhor, mas tem um enorme
inconveniente, que tem travado a sua massificação.

O formato AAC permite incluir a protecção dos direitos de autor, sendo que
os arquivos de audio em AAC com proteção anticopia, não são facilmente
reproduzíveis. Quer isto dizer, que o MP3 vai ainda durar mais alguns anos,
pois é um formato aberto.

João Costa ( CT1FBF)




Em 15/05/2017 19:00, "Carlos Mourato" <radiofarol  gmail.com> escreveu:

> O codec AAC ja tem tambem uns aninhos. Tem vindo a ser aperfeiçoado, mas
> era o codec que utizava-mos na transmissão de DRM na DW.
>
> Em 15/05/2017 18:20, "João Costa &gt; CT1FBF" <ct1fbf  gmail.com> escreveu:
>
>> Diga adeus ao MP3. O formato está “morto”
>> Criado na década de 90, o formato MP3 é dos mais utilizados para
>> armazenar música e, agora, a empresa que criou decidiu terminar o
>> respectivo licenciamento. O "futuro" chama-se AAC.
>>
>> Getty Images
>> Autor
>>
>>    - Miguel Videira Rodrigues <http://observador.pt/perfil/mrodrigues/>
>>    -
>>    <https://twitter.com/miguelavr>
>>
>>
>>
>> Foi durante o final dos anos 80 e início da década de 90 que o Fraunhofer
>> Institute for Integrated Circuits (Fraunhofer IIS) criou o MP3, o formato
>> digital mais utilizado para comprimir, guardar e ouvir música. Ao fim de
>> quase 30 anos, a empresa decidiu parar o licenciamento deste formato e,
>> ainda que implicitamente, sugerir outros mais eficazes.
>>
>> Como explica
>> <https://www.iis.fraunhofer.de/en/ff/amm/prod/audiocodec/audiocodecs/mp3.html#expand-all> o
>> instituto em comunicado, este é ainda um dos formatos mais utilizados para
>> armazenar música mas existem outros, como o AAC (Advanced Audio Coding),
>> que oferecem melhor qualidade de som que o MP3. A Fraunhofer IIS explica
>> ainda que o formato AAC é já o utilizado pela maioria das televisões e das
>> rádios.
>>
>> Também a Apple utiliza este formato
>> <https://www.whathifi.com/news/apple-music-tracks-are-256kbps-aac-files>,
>> quer na loja iTunes quer no serviço de *streaming*. Já o Spotify utiliza
>> o formato Ogg
>> <https://support.spotify.com/us/using_spotify/search_play/what-bitrate-does-spotify-use-for-streaming/> que
>> também já não é novo mas consegue melhores resultados que o MP3.
>>
>> Ao que tudo indica o futuro está mais virado para a utilização
>> generalizada do AAC, que é apontado como o principal “substituto” do MP3,
>> uma vez que consegue uma maior qualidade de som com um *bitrate*
>> <https://pt.wikipedia.org/wiki/Bit_rate> menor – quantidade de
>> informação por unidade de tempo. Por outras palavras, e a título de
>> exemplo, um ficheiro de música AAC a 128 kbps tem uma melhor qualidade de
>> som que o mesmo MP3 a 128 kbps.
>>
>> Esta mudança não implica que os ficheiros atuais e os equipamentos que
>> utilizamos deixem de funcionar, pelo contrário: agora que o MP3 está
>> “livre” (de licenciamento), outros leitores ou sistemas podem incorporá-lo,
>> apesar de, daqui para a frente, seja de esperar o desinvestimento
>> tecnológico no formato.
>>
>> --
>> --
>> Para mais informações/opções visite o site, e edite a sua conta:
>> http://groups.google.com/group/ct-comunicacoes-e-tecnologias
>> ?hl=en?hl=pt-PT
>>
>> ---
>> Recebeu esta mensagem porque subscreveu ao grupo "CT-Comunicações e
>> Tecnologias" do Grupos do Google.
>> Para anular a subscrição deste grupo e parar de receber emails do mesmo,
>> envie um email para ct-comunicacoes-e-tecnologias+
>> unsubscribe  googlegroups.com.
>> Para mais opções, visite https://groups.google.com/d/optout.
>>
> --
> --
> Para mais informações/opções visite o site, e edite a sua conta:
> http://groups.google.com/group/ct-comunicacoes-e-
> tecnologias?hl=en?hl=pt-PT
>
> ---
> Recebeu esta mensagem porque subscreveu ao grupo "CT-Comunicações e
> Tecnologias" do Grupos do Google.
> Para anular a subscrição deste grupo e parar de receber emails do mesmo,
> envie um email para ct-comunicacoes-e-tecnologias+
> unsubscribe  googlegroups.com.
> Para mais opções, visite https://groups.google.com/d/optout.
>
-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: http://radio-amador.net/pipermail/cluster/attachments/20170515/6f6de289/attachment.html


Mais informações acerca da lista CLUSTER